23 de abr de 2018

[Entrevista - Bullying nas Escolas]

Compartilhe

Menino, Criança, Jovem, Pessoa, Mão, Parar

Matéria para o Polêmica Paraíba


- Qual e como é a contribuição da psicologia no ambiente escolar para combater a prática do bullying?
O psicólogo escolar ocupa um lugar de convite a reflexão crítica saudável sobre práticas de Bullying no ambiente escolar, sensibilizando os alunos sobre a temática; Ainda, promove  estratégias para prevenção de práticas de Bullying, favorecendo um ambiente harmonioso e prevenindo comportamentos discriminatórios, preconceituosos e intolerantes; incentiva atitudes solidárias e positivas em relação ao próximo e repassar valores éticos para auxiliar na construção da cidadania do sujeito. Todas as práticas, realizadas em parceria com a coordenação e professores. Toda a escola envolve-se no cuidado necessário.

- Na visão psicológica qual a percepção sobre as causas do bullying?
Podemos considerar: cobranças e expectativas muito altas,  intensas atividades extracurriculares, críticas frequentes e poucos elogios, problemas no desenvolvimento cognitivo ou emocional, dificuldades de aprendizagem, de relacionamento ou experiências traumáticas, como agressão ou abuso.

- Existe características para as crianças que praticam o bullying? quais são ? os pais tem culpa nisso? 
Muitas vezes, pais e mães desejam compensar a ausência durante a semana com uma permissividade excessiva ou comprando presentes sempre que surge a manifestação de qualquer desejo. Assim, as crianças não aprendem a lidar com limitações e frustrações e podem vir a desenvolverem comportamentos de agressão ao outro, seja física ou psicológica. 

- Na visão psicológica o bullying é a porta de entrada para outros tipos de violência?
Todas as situações de desajuste podem influenciar e desencadear novos comportamentos inadequados e produção de sentimentos confusos sobre si mesmo e sobre os outros, portanto, o bullying diz sim, sobre uma necessidade importante para que se olhe para a criança ou adolescente e o ajude de forma mais atenta e profunda.

Nenhum comentário :

Postar um comentário