15 de fev de 2013

Toda realidade em si, tem um limite.

Compartilhe

A realidade é espaço limitado para todos. É um avesso dos contos de fadas. Mágica, só se for aquela de tirar a moeda atrás da orelha de alguém quando já estamos com a moeda em mãos.

A vida que se apresenta no setting terapêutico é tal e qual a representamos fora dali: confusa, calma, agressiva, linda, depressiva, invasiva ou insuficiente...

Há pessoas que se relacionam, mas não amam; há outras que amam em silêncio e não se relacionam.

Aprendo diariamente com os pacientes que atendo, que emprestam suas dores e angústias cada vez que estão ali, absortos ou não, num momento que marca uma passagem de um antes para um depois repleto de possibilidades. Aprendo a escutar, a perguntar, aos outros e à mim... Recebo as ansiedades e lágrimas que abraçam a almofada, colocada ali para ocupar um espaço simbólico que logo passa a ser concreto, quando alguém ocupa o espaço ao lado.

E como eu dizia, toda realidade em si, tem um limite...

Nenhum comentário :

Postar um comentário