24 de nov de 2011

Poucos e bons!

Compartilhe



Depois de presenciar algumas lindas cerimônias de casamento nestes últimos meses, comecei a pensar no meu casamento. Sim, no meu. Aquele que não sei quando, nem com quem vai acontecer, mas sei que quero. Pensamentos diversos e comecei a imaginar os detalhes da festa. A cerimônia será simples: no máximo 50 convidados... Aí minha cabeça dói, porque eu tenho mais de cinqüenta pessoas queridas, mas enfim, depois eu vejo esse impasse. Quero proximidade de verdade, neste momento. A família é grande, mas só recebe senha quem for, de fato. Tem que ser na praia, final da tarde, pra combinar com os meus interesses e pra brilhar, junto com o sol, literalmente. Quem sabe um chalé próximo para todos ficarem hospedados. Quero escrever meus próprios votos, nada de repetir o que todos dizem e não vivem. Quero as minhas palavras sinceras. Amém! Desejo apenas uma madrinha e um padrinho, se puder ser assim. Pra quê tanta gente ao redor, assinando papéis e depois não acompanhar o processo do relacionamento? Não quero isso pra mim. Quero por perto, poucos e bons. Pra sempre!

[Mayara Almeida]

Nenhum comentário :

Postar um comentário