25 de jun de 2015

Doenças psicofisiológicas e seus aspectos emocionais

Compartilhe

A predisposição genética ou o que podemos chamar de dna psíquico, somado aos fatores ambientais, podem influenciar o surgimento ou piora do quadros psicofisiológicos. Assim, reações orgânicas, também podem estar diretamente relacionadas aos estados emocionais do indivíduo, causando sintomatologias crônicas, inclusive.

O corpo reage a cada investimento positivo ou negativo que proporcionamos a ele e as emoções são como um cobertor que envolve o organismo interno, nada chegando ao mesmo, sem ser tomado de sensações psíquicas. 

A dor e o incômodo físico são sintomas de algo que já tem um caminho percorrido e por isso, muitas vezes, configura-se em doenças muitas graves e desagradáveis. A dor avisa um limite. Há um receio por trás de cada sintoma corporal. Algo que sinaliza possível sentimento de inadequação e medo de lidar com a própria realidade.

Nenhum comentário :

Postar um comentário