23 de mar de 2015

A leveza da rotina

Compartilhe

As coisas mudam. Deixamos de ir tantas vezes no mesmo lugar e começamos a ir tantas vezes em outros. Em meios às mudanças, algumas pessoas permanecem próximas, outras se distanciam um pouco e, ainda, há aquelas que se afastam de vez. Mudei de consultório e consequentemente, a rotina acompanha obedientemente às mudanças. Porém, ainda tenho ido periodicamente à padaria pela manhã, bem como à banca de revistas ao lado. O moço que fica na esquina retribui motivadamente ao meu bom dia, enquanto divide o guarda-chuva com a guardadora de carros daquela rua. A chuva não paralisa as bondades - e que bom. As moças na padaria, fazem artesanalmente os pedidos dos clientes e o café daqueles que ali estão, mantém-se regado à viagens, política, brincadeiras e afeto. O dono da banca de revistas separa àquelas que me interessam e aguarda respeitosamente que eu as folhei e escolha se, e quais decido levar. Gentil, diz que a minha presença é sempre uma satisfação. Chego no trabalho parecendo que estive num spa, de férias. E na verdade, é apenas segunda-feira: o dia que escolhi manter legitimas observações sobre a vida e suas levezas. Pensando bem, há rotinas que só fazem bem, e destas, devemos tirar o melhor proveito.

Nenhum comentário :

Postar um comentário