1 de ago de 2011

Poupe-me, você também!

Compartilhe

Hoje em dia, estou me poupando: eu simplesmente não assisto jornais que trazem notícias ruins, não procuro saber; se a conversa é sobre fatos indesejados, me afasto, me desligo. Isso é cuidado comigo mesma, respeito com meus limites, agora compreendidos. Estou querendo coisas fáceis, chega de ter que lutar por tudo, desafiar a si mesma. Quero paz. Visitar Passárgada novamente. Só desejo o que me faça dormir tranquila e acordar satisfeita. Não sou mais de farra, mas também não quero casar, não agora. Acredito mais no presente. Do futuro, ando desconfiada. Digo que sim, às vezes, pra fazer afagos, é um jeito de amar. Digo que não pra descansar. Enquanto o tempo pede pressa, eu, simplesmente ignoro.

[Mayara Almeida]

Nenhum comentário :

Postar um comentário