14 de ago de 2011

Enquanto eu continuo.

Compartilhe




Ele sabe o que eu quero. Sabe, porque eu já disse e porque é inteligente. Eu também já disse que não quero, mas nem tudo que sai pela boca é o que demonstra a ação. Eu fecho a porta, quero silêncio. Ele sai, sem entender, mas sabe que depois vou aparecer. Finjo que nada aconteceu por uns dias, duas semanas. Ele mais desaparecido do que eu. Ele tem medo de telefone. Não usa. N0 meu celular, nem tenho o seu número, já pra evitar que a minha coragem se faça presente. Ele tem medo de pessoas. Não aparece. Então eu ligo, porque eu faço isso? Só pra que eu siga sem arrependimentos. Desculpei-me e agora me sinto tranquila. Ficarei um tempo sozinha e eu quero isso profundamente, até que algo realmente me surpreenda, enquanto eu continuo.

[Mayara Almeida]

Nenhum comentário :

Postar um comentário