20 de mar de 2011

Compartilhe





 
“Eternos monólogos sobre um ser amado, que não são nem ratificados nem alimentados pelo ser amado, acabam em idéias falsas sobre as relações mútuas, e nos tornarão estranhos um ao outro quando nos encontrarmos novamente” (Freud).

*

É, às vezes, ou vezes todas, é assim que sigo, sem que você saiba, ou sinta, ou ratifique e alimente. Mas ainda não chega  a ser falsa a minha ideia sobre você, é apenas a minha ideia, que você saberá quando estiver pronto novamente. Se é que alguém se apronta e desapronta com essa delicadeza assim. Que seja, então.

[Mayara Almeida]

Nenhum comentário :

Postar um comentário