20 de jan de 2011

Desabafo!

Compartilhe

Até hoje só havia te pedido o que é possível: um pouco mais de atenção, interesse, sentimento, demonstração, disposição. Mas sabe o que decidi? Que esse tipo de coisa não se pede: ou quer ou não quer, ainda mais depois de um certo tempo. Você me disse uma vez que não sentia compromisso, e estou aqui me perguntando o que estou fazendo comigo no meio dessa história: incerta. Eu que sou toda certinha, tenho hora para dormir e acordar, hora pra o café e pra o jantar... Deixei você entrar em minha vida, que de certo não tem nada, cesta vazia. Só teve hora de sair (e olhe lá), não tem hora pra voltar.
Não temos conversado. Eu já nem falo sobre o que sinto, assim vou esquecendo, ou sei lá o quê. Disso, você nem vai saber, só queria mesmo um desabafo, vou continuar tentando entender.

[Mayara Almeida]

Nenhum comentário :

Postar um comentário