30 de set de 2014

Homofobia tem cura

Compartilhe


Querido Fidelix,
(não tão querido assim, mas sou gentil com as pessoas, mesmo acreditando que neste momento você não merece).

Todos os dias úteis da semana, acordo bem cedo e vou à clínica para atender meus pacientes. Lá, eles vão à procura de compreensão, pois este mundo real tem sido cruel com quem não deixa-se alienar. Bem, ouvi seu discurso infeliz e fiquei perplexa. Acho até que sangrei por dentro. Como alguém que se considera instruído o suficiente para governar um país, discursa em rede nacional de forma tão grosseira e fóbica? Então lembrei da prática clínica e de que a sua atuação, combinou com medo, temor, desrespeito e enfim, comportamento homofóbico contra outros seres humanos. Eu tinha 13 anos quando o Conselho Federal de Psicologia baixou uma resolução sobre a questão de curar homossexuais, informando que é vedado ao profissional da área realizar atendimento com o objetivo de curar tal identidade e forma de desejar. Hoje tenho 27, a resolução continua em vigor e não se cura o que não é doença. Felizmente, a homofobia sim, tem cura. Procure um psicólogo (a) e poderá tranquilizar-se diante da própria subjetividade. Quem sabe, consiga ser menos "candidato a algo" e mais humano... 

Atenciosamente,
Psicóloga Mayara Almeida

Nenhum comentário :

Postar um comentário