22 de dez de 2011

Diálogo.

Compartilhe

- Eu ordeno que o seu coração reaprenda a amar – disse assim, com ar de seriedade, a bruxinha boa.
Ela ri da situação. Era óbvio que não ia funcionar. Disse adeus à bruxa boa e foi sonhar. Sonhou que espetava o dedo numa rosa vermelha. Tão linda a rosa, mas tão má. Ela ou a rosa? Deixa pra lá... Sangrou um pouco, mas logo sarou. É que não era um espinho aquilo lá, era só o amor pedindo de um jeito diferente pra entrar e ficar.
                    
Eu também aprendi que se a gente quer amor,
é amor que a gente deve oferecer, sem covardia.
(E vou seguindo meus próprios conselhos).

[Mayara Almeida]

Nenhum comentário :

Postar um comentário