11 de jun de 2011

AMAR OU SER AMADO! (pois é dando que se recebe).

Compartilhe

As vezes o que falta no relacionamento e uma boa Genesis do sofrimento, as vezes a nossa percepção do outro é tão pequena e esta tão prejudicada pela nossas pressas, indiferenças e acusações que fazemos mesmo veladas, que não percebemos que a outra pessoa esta fazendo tudo para nos mostrar, para chamar nossa atenção e a gente não consegue perceber o outro, temos que ser mais sensíveis, amorosos e atenciosos com a pessoa que amamos para que possamos amar como Deus nos manda amar.

Muitas vezes deixamos de viver para o outro e nos colocamos em uma posição de egoísmo, querendo ser amados e nem nos importamos com o sentimento do outro, amar não é opção é mandamento, precisamos realmente entender o tanto que é importante amar os outros, temos que ser sinceros e aprender amar realmente; tive a oportunidade de escrever esse pequeno texto e gostaria de compartilhar com vocês sobre o meu entendimento do que eu penso em relação ao que é amar, sabendo que isso é muito pouco ainda sobre amor:
Para você com amor!

Quando o amor chegar, tudo muda, a vida toma outro sentindo, sabe aquela vontade de se mostrar para a pessoa amada, é uma realidade, ficamos, podemos dizer abestado, falando coisas e mais coisas querendo mostrar que sabemos de quase tudo, desejamos estar juntos e na realidade é uma delicia, eu gosto de me sentir assim, voltamos a viver, a sorrir, a cantar, uma vontade de gritar para todos os lados “ESTOU AMANDO, ESTOU AMANDO!!!” rsrsrs, nos surpreendemos com as nossa atitudes e percepção,  por exemplo: conseguimos enxergar uma flor no meio da seca a metros de distancia, e dizer que flor linda! Meu Deus como amar é maravilhosos!

Chegamos ao ponto de achar tudo mais lindo, sentimos um frio na barriga todas as vezes que chega a hora de falar com a pessoa amada, uma expectativa dez vezes maior do que afinal da copa do mundo, isso é profundo!

Que sentimento divino é o amor, ele nos trás esperança, da gosto de estar vivo,  ficamos mais sensíveis e observadores da pessoa amada, pensamos em tudo, para que nada saia errado, até a simples colocação de uma palavra no meio de um dialogo e tudo que a pessoa nos fala, analisamos no mais profundo sentimento de amor, uma analise onde só os corações apaixonados conseguem entender, por mais que a colocação seja ínfima,  um simples gesto de carinho seja ele qual for nos faz flutuar e ia até as nuvens, num vôo solo de alguns instante, milésimos de segundos, mas para quem recebeu o elogio durará para sempre.

Também tem o seu lado de tristeza, quando a saudade entra, quando tentamos falar ou encontrar e os planos são frustrados por algum motivo, nossa com isso dói, ficamos mal, nos sentidos derrotados, chateado, o coração dói e perdemos por um tempo o sentindo de tudo, as vezes a tristeza vem de uma forma que até chegamos a ficar com os olhos encharcados de lágrimas, que se elas rolassem virariam um rio de tristeza, de repente como um raio vem um fio de esperança, retomamos os sentidos e nos lembramos “ o mundo não acabou” irei buscar de todas as maneiras falar ou encontrar com a pessoa amada e quando conseguimos automaticamente mudamos da água para o vinho e começamos a contemplar as maravilhas do amor, novamente como se fossemos super heróis nos colocamos as disposição do bem, acima do mal, com a convicção de que iremos sair vencedores da batalha e conquistaremos de vez o coração da mocinha amada, há como é bom amar!
Não perca a oportunidade de amar, doe-se para o amor!
Viva com amor!
Deus te abençoe!

Paulo Henrique de Moura Meneses

Nenhum comentário :

Postar um comentário