20 de mar de 2011

Esperança.

Compartilhe

Troquei o celular, tem dois chips, e para isso tive que me desfazer do antigo, onde ficaram as mensagens que me enviou um dia, e a última que te enviei, no último dia. E é assim, perder algo 'uno', para ganhar dois. Dois chips que me são úteis agora, só para acompanhar as solicitações de amigos e família. Dois chips e nenhuma mensagem sua no celular. Troca injusta e dolorosa, mas necessária; quem sabe eu consiga agora trocar lembranças e ‘personas’. Você não está disponível para mim, por tantos e tantos motivos que são seus, apenas seus e eu não posso interferir. Não estar preparado, querer liberdade mais que tudo e impermanência amorosa, definem você agora, e eu, só penso que é essa distância que me atrapalha nessa hora.

[Mayara Almeida]

“A esperança pode vencer a experiência.
A esperança é uma experiência”.
(Fabrício Carpinejar)

Nenhum comentário :

Postar um comentário